Projeto de Fabion cria apoio médico e psicológico à saúde de policiais e bombeiros

Por Dirceu Leno / Ascom FG
28/04/2021 15h08 - Publicado há 16 dias
Os atendimentos deverão ser realizados de forma presencial ou virtual
Os atendimentos deverão ser realizados de forma presencial ou virtual
Silvio Santos / Dicom / HD

O deputado estadual Fabion Gomes apresentou nesta terça-feira, 27, no Plenário da Assembleia Legislativa, um Projeto de Lei que institui diretrizes para o apoio médico e psicológico dos policiais civis, militares e bombeiros vinculados à Secretaria de Segurança Pública do Estado Tocantins.

De acordo com a propositura, o apoio médico e psicológico consiste na avaliação técnica, atendimento médico, tratamento psicológico e terapêutico, individualizados, podendo ser realizados online.

Como diretriz, deverá ser criado um Núcleo de Atenção Psicossocial (NAPS) para o atendimento online, que será integrado por profissionais capacitados, composto por psicólogos, assistentes sociais e médicos psiquiatras. Pelo texto, os atendimentos deverão ser realizados de forma presencial ou virtual, individualizado e a critério da Secretaria de Estado da Saúde.

Fabion argumenta que a rotina de trabalho desses profissionais, ligados a Secretaria de Segurança Pública, inclui uma extensa gama de atividades que vão desde o atendimento de ocorrências e a realização de rondas ostensivas com o objetivo de combater a criminalidade e que geram muitas vezes consequências negativas para a sua saúde mental.

"Os trabalhadores da segurança pública arriscam diariamente suas vidas para proteger a vida e os direitos dos cidadãos. Por isso, os apoios médicos e psicológicos são essenciais para o ambiente de maior compreensão interpessoal, qualidade de vida e enfrentamento aos problemas do dia a dia, deste modo, merecem ser valorizados e ter melhores condições de atuação profissional", ressaltou o deputado.

Em sua justificativa, o parlamentar informa que a avaliação técnica e o acompanhamento médico, com o tratamento psicológico e terapêutico, devem ser realizados individualmente por profissionais capacitados que ajudarão no não agravamento dos sintomas, como stress e depressão, no qual ajudarão na diminuição do índice de suicídios entre os profissionais da Segurança Pública do Estado do Tocantins.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...
MAIS NOTÍCIAS