O plenário da Assembleia Legislativa aprovou na manhã desta quinta-feira, dia 7, o Projeto de Resolução que dispõe sobre os cargos de provimento em comissão da estrutura da Mesa Diretora, Lideranças, Comissões Permanentes e Gabinetes de Deputados.

O efeito prático da medida é a extinção de 360 cargos comissionados, o que representa uma economia de mais de R$ 500 mil por mês à folha do Poder Legislativo. 

“A reforma administrativa é urgente e necessária para garantir os direitos dos servidores, as políticas sociais que não existem mais e para cortar privilégios que a sociedade não aguenta mais pagar”, disse o deputado Ricardo Ayres (PSB).

Iniciativa da Mesa Diretora, a resolução foi assinada pelos parlamentares Antônio Andrade (PHS), Eduardo do Dertins (PPS), Nilton Franco (MDB), Jorge Frederico (MDB), Cleiton Cardoso (PTC), Vanda Monteiro (PSL) e Amália Santana (PT). 

Ainda na sessão, também foi aprovado Projeto de Resolução proposto pela deputada Cláudia Lelis (PV) que une a Comissão de Meio Ambiente à de Minas e Energia. (Penaforte Diaz/Glauber Barros)