“Nós só vamos construir um novo Estado se a juventude, pais, mães e trabalhadores resolverem reconstruir a história e o caminho do Tocantins”. Esse foi o tom do discurso proferido pelo presidente da Comissão Especial de Estudos para o Novo Ordenamento Econômico, Administrativo, Social e Político do Tocantins (Cenovo) da Assembleia Legislativa, deputado Paulo Mourão (PT), na reunião de encerramento das sessões itinerantes realizada na sexta-feira, dia 6, em Aurora.

O presidente da Cenovo fez um discurso de esperança, em que pesem as dificuldades vividas pela região, como a seca e a falta de recursos públicos para investimentos em educação, saúde, segurança pública e na sustentabilidade ambiental do lugar que possui um forte potencial turístico em função do rio Azuis, o terceiro menor do mundo.

Além do prefeito Aloilson Tavares Cardoso, o “Caçula” (PTB), e do vice-prefeito de Aurora, Dominguinho de Deraldo, estavam presentes o vice-presidente do Tribunal de Contas (TCE), conselheiro Severiano Costandrade; o promotor de Justiça de Taguatinga, Argemiro Ferreira dos Santos, representando o Ministério Público Estadual (MPE); e o defensor público de Dianópolis, José Rafael Silvério, representando a Defensoria Pública Estadual (DPE).

Relatório final

Com o encerramento das reuniões itinerantes, será elaborado o relatório final através da participação da Universidade Federal do Tocantins (UFT), contemplando todas as demandas apresentadas em reuniões feitas nas 12 cidades visitadas, de norte a sul do Estado: Palmas, Gurupi, Porto Nacional, Araguaína, Araguatins, Arraias, Dianópolis, Paraíso, Guaraí, Pedro Afonso, Tocantinópolis e Aurora.

A ser entregue ainda neste mês na Assembleia Legislativa, o relatório deverá conter propostas de integração regional, nacional e internacional do Estado; conjunto de medidas legislativas para que o Estado atinja suas metas para dobrar a renda nos próximos dez anos, com inclusão social e sustentabilidade ambiental; além de formas de governança estadual e regional a fim de que os planos de desenvolvimento sejam efetivamente cumpridos. (Elpídio Lopes, com informações da Ascom do deputado Paulo Mourão)