Durante a nona reunião da Comissão Especial de Estudos para o Novo Ordenamento Econômico, Administrativo, Social e Político do Tocantins (Cenovo), realizada nesta quinta-feira, 31, na Faculdade de Guaraí (FAG), lideranças políticas e sociedade organizada apontaram demandas para o crescimento do município e região.

Nos debates das cinco temáticas da Comissão, distribuídos em grupos específicos, foram apresentadas demandas como: preservação ambiental, investimento na saúde, segurança, prevenção às drogas, investimentos na geração de empregos e incentivos para a agricultura familiar.

Na condição de presidente da Cenovo, deputado Paulo Mourão (PT) defendeu que o Tocantins precisa iniciar um processo de desenvolvimento que promova cidadania. Segundo ele, “embora os vários governos tenham realizado obras estruturantes, o balanço de 29 anos, contados a partir de implantação do estado do Tocantins, nos dá a certeza de que poderíamos ter avançado mais”.

Para Mourão, o Tocantins precisa fazer uma revisão de todas as suas potencialidades e direcionar as discussões, nos municípios, à juventude e aos trabalhadores de modo a buscar soluções que se aproximem da realidade da população. “Geralmente o orçamento é feito pelo Governo sem observar quais as prioridades da sociedade”, observou. Sobre a escolha de Guaraí para sediar a reunião da Cenovo, Mourão afirmou que foi devido a sua posição geográfica e condição de polo produtivo de grande potencial de crescimento.

A prefeita de Guaraí, Lires Ferneda (PSDB), afirmou que a reunião da Cenovo tem um papel importante, pois é oportunidade de a gestão municipal e a sociedade apontarem políticas públicas que permitam o desenvolvimento de Gauraí e região. Ela reivindicou a construção de mais leitos e a adaptação tecnológica do Hospital Regional de Guaraí, de modo a atender melhor a demanda e, consequentemente, desafogar os hospitais de Palmas e Araguaína.

Lires Ferneda também cobrou investimento no Parque Industrial de Guaraí o que, a seu ver, vai gerar renda e emprego pois atrairá empresas para o município e região; pediu investimento em ações sociais e casas populares, cujo déficit, afirmou, “é de mais de mil moradias”. Além disso, ela solicitou ações voltadas ao combate às drogas e à violência.

Participaram da reunião representantes do Ministério Público e Defensoria Pública do Estado, vereadores, professores, secretários municipais, produtores rurais e empresários do comércio local, entre outras.

Cidades visitadas

Antes de Guaraí, a Cenovo realizou reuniões em Palmas, Gurupi, Porto Nacional, Araguaína, Araguatins, Arraias, Dianópolis e Paraíso. Para a sequência das suas atividades, a Comissão vai promover um próximo encontro, no dia 14 de setembro, na cidade de Pedro Afonso. (Elpídio Lopes)